quarta-feira, julho 22, 2009

Deputada Emília Fernandes


Está na coluna da Ana Amélia(ZH) que a Emília está magoada porque Olívio e Tarso não deram "nenhum" telefonema para ela.
Fez uma festa de aniversário para 1.500 pessoas e blá, blá...
De todos os votos que eu dei, o de 1994 para senadora foi o que mais me arrependi.
Ela trocou de partido, mais que de calcinhas.
Acompanhei o vergonhoso mandato de senadora.
Antes de assumir "comprou" briga pelo um determinado apto em Brasília para o filho dela, que foi o seu assessor. ( li na época no ZH).
Numa CPI, lembro que ao Vivo, ela fez uma pergunta idiota ao "acusado", foi motivo de deboche em rede nacional.
Não recordo a pergunta, nem o caso específico.
Sempre estava em cima do muro.
Não conseguiu se reeleger para o senado em 2002, graças a Deus.
Assumiu a secretaria das mulheres (com estato de ministério), só incomodou o Lula com bobagens e perdeu o cargo.
E em 2006 ficou como suplente.
Assumiu a vaga na câmara porque o deputado Adão Pretto faleceu. .
E agora "saiu" uma notinha do seu aniversário dia desses na Página 10 e hoje novamente na coluna da Ana Amélia.
Pedi por e-mail ao jornalistas, que quando tiverem (o que eu duvide muito) algo concreto da deputada que seja útil para o povo gaúcho, que publiquem, caso contrário, pedi o favor de procurarem notícias mais importantes.
Esta Emília, é mulher, professora e minha conterrânea (nasceu em Dom Pedrito).
Para me envergonhar mais, só falta eu descobrir que é colorada.
Que vergonha.

11 comentários:

Antonio Paulo disse...

Mariana não precisa ir longe para saber se ela é colorada. Posso te afirmar que sim rsrsrrs. E políticamente ela só fez c....

Mariana disse...

Ah não, se ela for colorada, vou virar gremista(brincadeira).

Anônimo disse...

Ridícula..........

julio disse...

Emília Fernandes não tem de tomar as dores do Cepers. Deveria ter grandeza de ser prudente. Falta de respeito e de civilidade são condições indispensáveis aos cidadãos. O recinto da residência de quem quer que seja é inviolável. Indivíduos mal-educados e antidemocráticos não sabem respeitar os seus limites. Por que não vão fazer bagunça em frente da sede do governo? A deputada suplente erra e se equivoca ao dar respaldo a baderneiros. Aliás, como professora deveria estar exercendo a sua profissão em vez de usar o cabide de emprego político. A "deputada" Emília não se envergonha de ficar usufruindo as benesses públicas? Foi uma senadora eleita por acidente de percurso, e depois amargou uma grande derrota na tentativa de reeleição. No Senado, teve um atuação medíocre. A governadora Yeda Crussius pode ter os seus defeitos, mas teve competência técnica e administrativa para tirar o RS do buraco da insolvência, deixado por todos os governos anteriores, inclusive o pior deles, o do incompetente Olívio Dutra que deu um tremendo prejuízo ao Estado e ao município de Guaíba ao expulsar a Ford do RS. Fale menos, Emila Fernandes, e se olhe no espelho, porque o PT é como um rosto, um nariz que sofreu plástica para não mostrar os seus defeitos.

Anônimo disse...

Mariana...somente fui enganado por duas mulheres...Yeda e Emilia...pensei que eram outra coisa e me confirmaram q não,POIS são exatamente iguais a todos os POLITICOS BRASILEIROS...mas esclareço NUNCA VOTEI EM NENHUMA DAS DUAS.- Jader Martins.-

Anônimo disse...

Não sabia nada disso.Que currículun...

anonimo disse...

Me enche de vergonha é ter vc como conterrânea pela sua maledicência. Por justiça a todas as gaúchas ilustres, por favor, guarde o seu teclado e vá estudar, se aprofundar, se informar, e somente assim, terá alguma qualidade a mais do que a única que pude detectar nos seus posts: a de que é colorada!!!
Se não tiver algo bom, se Deus não lhe deu um pouco do brilho de tantas gaúchas que nos honram pelo mundo afora, se abstenha de tornar público sua inferioridade.
Seja feliz! de uma gaúcha apolítica vivendo em São Paulo, com saudades do Rio Grande do Sul!

Anônimo disse...

Mariana!
Só lembrando também que ela só se elegeu em 1994 graças ao hoje Senador Zambiasi, que a levou aos quatros cantos do Estado dizendo que era a "sua" senadora, desbancando na época o favorito Cézar Schirmer. Pouco tempo depois ela foi para o PDT e pouco tempo depois para o PT!
GRATIDÃO não é o forte desta Deputada! Talvez isso explique porque os "caciques" do PT gaúcho não se lembraram do aniversário dela.

Eloisa disse...

Essa gaúcha que tá como anônima e que destila veneno contra ti,Mariana,não deve ser levada a sério.Nem coragem de se identificar tem.Adoro teu blog,ele é muito legal.Tu é uma boa pessoa.

Mariana disse...

Grata à todos, e também por deixarem aqui as suas opiniões.

Antonio Paulo disse...

O anonimato é próprio dos covardes.E essa que se diz gaúcha e defende essa sra. deve ser do mesmo nível. Costuma trocar de partido como quem troca de camisa e pior não honra a mesma.Digne-se sra. a mostrar sua cara.