terça-feira, setembro 09, 2008

Desvio de dinheiro público

Somente UM contrato que levaram à investigação de deputados gaúchos,superam R$ 150 milhões.

Porque SÓ investigam depois de ter havido desvios?E a cada novo episódio é maior o "roubo".
Antes de assumir a presidência da AL, havia suspeitas sobre o Alceu Moreira,pq os outros deputados permitiram q ele assumisse a Casa do Povo?
A prevenção e fiscalização constante é a ÚNICA forma de evitar "falcatruas".
As denúncias sob Marco Alba, Eliseu Padilha são de invejosos,pq eles CUMPRIRAM o compromisso com Gravataí.2002 caso eleitos,trariam o metrô para cá(projeto já pronto).
Temos o metrô mais moderno no mundo,tecnologia fantástica,poluição zero.Não faz barulho,ñ há superlotação,a passagem é imbatível.É + moderno q o trem-bala é o Trem-INVISÍVEL.
A região do Vale precisava de alguém articulado com capacidade,competência e espírito de luta e que conhece a burocracia de Brasília.Eles já eram em 2002, em plena campanha eleitoral.
Imagina agora!

"O inquérito federal, que cita quatro deputados gaúchos, apura suspeitas de irregularidades em licitações de prefeituras na Grande Porto Alegre

O valor de apenas um dos contratos investigados no inquérito federal em que dois deputados federais e dois estaduais são citados é de R$ 150 milhões. Isso indica que o prejuízo apurado pela Operação Solidária, que investiga supostas irregularidades em cerca de 10 contratos de obras de saneamento, obras rodoviárias e fornecimento de merenda escolar, deverá ficar muito acima dos R$ 44 milhões da fraude do Detran.A apuração nasceu há nove meses, em Canoas, a partir da investigação da fraude da merenda. Estão sob suspeita contratos firmados com as prefeituras de Canoas e Sapucaia do Sul e com o governo do Estado. As autoridades têm o desafio de decifrar o valor da fraude em cada contrato.O Ministério Público Federal (MPF) obteve autorização na sexta-feira para investigar os deputados federais Eliseu Padilha (PMDB) e José Otávio Germano (PP). A parte do inquérito que se refere ao presidente da Assembléia, Alceu Moreira (PMDB), ao secretário da Habitação e deputado licenciado Marco Alba (PMDB) e a outros investigados vai retornar para a Justiça Federal do Estado.Hoje, Alceu vai apresentar na reunião de líderes explicações sobre a referência a seu nome na investigação. Ele admitiu ter conversado com um empresário investigado – Marco Antônio Camino, dono da MAC Engenharia – para tratar do andamento de obras rodoviárias no Litoral Norte.José Otávio e Padilha também disseram, em entrevistas, que tiveram seus nomes relacionados na apuração por terem mantido diálogos referentes à atividade parlamentar. Um dos focos da investigação aponta para suspeitas de que deputados teriam atuado para beneficiar em licitações determinadas empresas – entre elas, a MAC Engenharia. A suposta participação da Magna Engenharia no esquema também é apurada, já que um interlocutor da empresa foi flagrado em tratativas relacionadas à fraude.
Diálogos extrapolariam atividade parlamentar."
fonte:http://zerohora.com

6 comentários:

Vanessa disse...

Essa do trem invisível, foi demais.

Anônimo disse...

Mariana. se formou no Brasil uma QUADRILHA NOVA Q ESTA ASSALTANDO O RIO GRANDE E O BRASIL...NOME DA QUADRILHA..."OS POLITICOS SAFADOS,CANALHAS,ESPERTOS,ORDINARIOS,SEM ESCRUPULOS,BANDIDOS" E SABES QUEM FORMOU ESTA QUADRILHA? INFELIZMENTE...NÓS ELEITORES, Q FOMOS ENGANADOS POR ELES...MAS UM DIA ESTES SAFADOS Q ASSALTAM OS COFRES DO POVO IRÃO APODRECER NA CADEIA, AINDA ACREDITO NA JUSTIÇA DOS TOGADOS...SERÁ???Q DÁ PRA ACREDITAR!!!

Anônimo disse...

MARIANA. ESQUECI DE BOTAR MEU NOME NO COMENTARIO ACIMA..DESCULPE...JADER.-

Alex disse...

será q um dia mudará?acho vc demais.Tua ironia é tão boa q confunde,quem não conhece teu modo de pensar.Um abraço.

Alceu Moreira disse...

isto que a gente fica sabendo, não é nada perto de tudo o que eles roubam.

Antonio Paulo disse...

Mariana serei breve; " enquanto houver o dinheiro e o homem sem principios (politicos) sempre havera desvios"