domingo, agosto 29, 2010

Laços fortalecidos evitam solidão


Desde criança faço amizade "com Deus e todo mundo"(palavras da minha mãe).
Para mim conviver com as pessoas somente nos torna melhores, mais tolerantes,mais humanas.
Gosto de estar as vezes sozinha,mas não saberia "viver" com a solidão.
Por isto achei esta reportagem muito interessante e coloco aqui:
" Contra o isolamento"
Pessoas sociáveis tendem a ficar menos estressadas e a se cuidar mais.
Um círculo de amigos próximos e fortes laços familiares podem melhorar a saúde de uma pessoa
mais do que exercícios físicos, perda de peso ou abandono do vício em álcool e cigarros, de acordo um artigo publicado no periódico científico Plos Medicine.
Pessoas sociáveis parecem colher recompensas extras de seus relacionamentos, ao se sentirem menos estressadas, cuidando melhor de si e se arriscando menos em sua rotina diária do que pessoas mais isoladas, segundo a revisão de estudos científicos. As pesquisas que avaliam o impacto de relacionamentos na saúde mostraram que pessoas que pertenciam a um grupo social mais amplo – de amigos, vizinhos, parentes ou todos juntos – tinham uma taxa de sobrevivência 50% maior.
O impacto notável das conexões sociais no bem-estar orientou pesquisadores a alertarem clínicos gerais e autoridades da área de saúde para que levem a solidão tão a sério quanto outros riscos como alcoolismo e tabagismo.
A interação constante não é benéfica apenas psicologicamente, mas influi diretamente em nossa saúde física – afirma Julianne Holt-Lunstad, psicóloga da Brigham Young University, em Utah (EUA).
A equipe de Julianne revisou 148 estudos que rastreavam a interação social e a saúde de 308.849 pessoas ao longo de 7,5 anos, em média. A partir disso, os especialistas investigaram como a taxa de mortalidade variava dependendo do grau de sociabilidade de cada um.
Concluiu-se que ser solitário e viver isolado eram características que faziam tão mal a uma pessoa quanto fumar 15 cigarros por dia ou ser alcoolista. Ficou comprovado que os hábitos são tão perigosos quanto não se exercitar e duas vezes mais danosos à saúde do que ser obeso.
Julianne diz que a convivência com familiares e amigos pode ajudar em tempos difíceis e até a encontrar significado na vida.
Quando alguém é conectado a um grupo e se sente responsável em relação a outras pessoas, esse senso de propósito e de significado se traduz em ter mais cuidado consigo e em assumir menos riscos.
Ela explica que não há um número definido de quantos relacionamentos são suficientes para aumentar o bem-estar, mas as pessoas relataram sensações mais positivas nos casos em que raramente se sentiam sozinhas: próximas a um grupo de amigos, mantendo bom contato com a família e tendo alguém em quem podiam confiar e contar como confidente.
No artigo do Plos Medicine, os autores apontaram que médicos, educadores e mídia costumam levar a sério os perigos do fumo e a importância de dieta e exercícios físicos. O que deve ser feito a partir de agora é estimular esses profissionais a adicionar os relacionamentos sociais à lista.
Um relatório da Fundação de Saúde Mental, divulgado em maio, culpou a tecnologia e as pressões da vida moderna pelo sentimento disseminado de solidão em grupos de todas as faixas etárias na Grã-Bretanha. A enquete com mais de 2,2 mil adultos descobriu que uma pesssoa em cada 10 às vezes se sentia sozinha, e uma em cada três gostaria de se mudar para mais perto da família.
IAN SAMPLE The Guardian (fonte:ZH)
Tradução: Fernanda Grabauska
Atenção às amizades dos adolescentes:
Laços fortalecidos ao longo da vida evitam solidão na velhice:

20 comentários:

Daniel Savio disse...

Realmente é algo interessante, pois não importa apenas uma saúde fisica perfeita, pois a saúde mental também influência no corpo...

Fique com Deus, menina Mariana.
Um abraço.

lis disse...

Oi Mariana
Gostei da publicação porque tenho tendencias a gostar mais de estar sozinha do que acompanhada e essa leitura fortalece a necessidade de mais atenção ao isolamento.
Minhas atividades são sempre solitárias: ler, escrever, teclar ,pintar .Tarefas que exigem silencio, concentração e assim me afasto das pessoas mais que deveria
Sua postagem faz refletir a cuidar dos meus laços.
boa semana
deixo abraços

Wanderley Elian Lima disse...

Tenho que tentar mudar um pouco esse meu temperamento, não que eu não goste de amigos, mas tenho um critério de seleção muito rígido, e isso dificulta um pouco as coisas.
Tenha uma linda semana
Beijos

Chica disse...

Eu gosto de estar sozinha,até mesmo poque estou sempre com gente perto.Então há momentos que é legal...beijos,chica

Marilu disse...

Querida amiga, tem vezes que a melhor companhia somos nós mesmos. Gosto de ficar sózinha...Tenha uma linda semana...Beijocas

Kelly disse...

Mariana, me considero uma pessoa sociável, falo com qualquer pessoa, mesmo que nunca tenha visto, mas gosto de me isolar as vezes, não sou de receber pessoas em casa nem de frequentar a casa dos outros.
Beijos

Juliana Dias disse...

A amizade verdadeira cura os mais diversos males. A solidão corrói por dentro, não é boa para ninguém. Muito informativo o texto, valeu a pena passa por aqui!

Guará Matos disse...

A solidão, deprime e entristece. Deixa as pessoas menos focadas.
Vamos compartilhar!

Bjs.

ValériaC disse...

É querida esta troca amorosa entre amigos, familiares, sempre é benéfica para todos...
Tenha uma ótima semana amiga!
Beijos...
Valéria

Beth/Lilás disse...

Oi, Mariana!
Muito bom este texto que vc publicou e também sou parecida contigo, adoro fazer amigos, sou sociável, mas adoro também meus momentos sozinha comigo mesma.
Todo ser humano precisa disso, solidão para se conhecer melhor.
beijinhos cariocas

Alma Aprendiz disse...

Olá amiga

Passando pelo blog da Rô resolvi lhe conhecer e amei tudo aqui, quanto o texto :

Realmente é para parar e refletir muito

gostei
beijos

Fique com Deus

Alma Aprendiz disse...

Olá amiga

Passando pelo blog da Rô resolvi lhe conhecer e amei tudo aqui, quanto o texto :

Realmente é para parar e refletir muito

gostei
beijos

Fique com Deus

disse...

Eu não vivo sem amigos, Deus me livre, eu sou muito sociável e gosto disso, ninguém consegue viver sozinho por muito tempo, acho que isso influi muito para que eu seja feliz. Adorei seu artigo e seu blog. bjs!

Sonia Pallone disse...

Oi querida Mariana, vim agradecer sua presença e o recadinho carinhoso no meu Solidão de Alma . Muito obrigada linda, seu espaço também e muito legal, e faz jus ao título. Bjo grande.

Cris disse...

E o que somos nós sem nós?
Família, amigos, parentes...
"Nascemos e morremos sozinhos."
Eu já ouvi isso da boca de uma pessoa. E fui categórica em minha resposta:
"Meus filhos nasceram de mim, diante do meu olhar. Nunca, jamais eu os deixei à sós ( indefesos), à não ser agora, adolescentes, em que a vida pede "liberdade"!
Morrer...
Hoje...Diante de tanta violência, quem somos nós para dizer sobre a morte!

Fernand's disse...

Oi, Mariana. Tudo bem?
Ser só é muito ruim, precisamos uns dos outros para cumprimirmos metas e fazermos a nossa parte. Sempre. Ficar só é ocasional, acontece às vezes, mas nada que seja definitivo. Se isso traz problemas, devemos dar um jeito rapidamente.

Adorei o teu contato.
Seja sempre bem vinda ao Benditas.

Bjs meus.

Cadinho RoCo disse...

É indiscutível a importância do convívio entre pessoas.
Cadinho RoCo

Rosemildo Sales Furtado disse...

Eu já tive momentos de muita agitação. Hoje priorizo mais a solidão, em média 70% do meu tempo livre.

Beijos e ótima semana pra ti.

Furtado.

Cacá disse...

Eu prezo muito meus momentos comigo mesmo até por causa de minha atividade solitária de escrever, mas não sei se aguentaria viver em solidão, o que é muito diferente. às vezes fico até bravo com os cachorros que as pessoas tem preferido tanto, pois gosto mesmo é de uma sociabilidade extremada. Gente. Abraços, Mariana! paz e bem.

meus instantes e momentos disse...

o meu "sòzinho" precisa pelo menos ter mais alguem...
ótimo post
Maurizio