quinta-feira, julho 17, 2008

Vôo 3054- Homenagem aos familiares e amigos

Nenhuma justiça dos homens substituirá seus ente-queridos.
Meus respeitos e orações à todos que tiveram suas vidas modificadas há um ano.
Ilustração da capa do Zero Hora

Um comentário:

Antonio Paulo disse...

Eu aprendi há muitos anos, atrás, numa aula em um centro espírita Kardecista, que tragédias como essa, são momentos de provações, tanto, para os que partem, como para os que ficam,sei que em momentos assim, é dificil aceitar qualquer tentativa para tentar amenizar o sofrimento dos que aqui ficaram, e até que aqueles que partiram tão violentamente aceitem sua situação as vezes é bem pior. Por isso eu sei que é tremendamente absurdo aceitarem o que vou dizer,mas o melhor remédio para aliviar o sofrimento dos que partiram é a oração,o desespero normal dos que aqui ficaram, acaba levando maiores sofrimentos aos que morreram daquela maneira. Quero deixar bem claro que os erros cometidos, por "A" ou "B", se trazidos a público com honestidade, só vai se houver, fazer justiça para os que aqui ficaram, os que partiram quando esclarecidos aceitarão suas passagens perdoando com certeza os culpados.