quinta-feira, dezembro 03, 2009

Para voltar a crer

"Não faltam motivos para descrer da humanidade.
Vamos combinar que fizemos coisas extraordinárias, mas nossa passagem pela Terra não está sendo, exatamente, um sucesso. Para cada catedral erguida bombardeamos três, para cada civilização vicejante liquidamos quatro, a cada gesto de grandeza correspondem cinco ou seis de baixeza, para cada Gandhi produzimos sete tiranos, para cada Patrícia Pilar 17 energúmenos.
Inventamos vacinas para salvar a vida de milhões ao mesmo tempo em que matamos outros milhões pelo contágio e a fome.
Criamos telefones portáteis que funcionam como gravadores, computadores – e às vezes até telefones –, mas ainda temos problema com a coriza nasal.
Nosso dia a dia é cheio de pequenas calhordices, dos outros e nossas.
Rareiam as razões para confiar no vizinho ao nosso lado, o que dirá do político lá longe, cuja verdadeira natureza muitas vezes só vamos conhecer pela câmera escondida.
Somos decididamente uma espécie inconfiável, além de venal, traiçoeira e mesquinha.
E estamos envenenando o planeta, num suicídio lento do qual ninguém escapará. E tudo isso sem falar no racismo, no terrorismo e no Big Brother Brasil.
Eu tinha desistido de esperar pela nossa regeneração.
Ela não viria pela religião, que se transformou em apenas outro ramo de negócios. Nem viria pela revolução, mesmo que se pagasse para o povo ocupar as barricadas. Eu achava que a espécie não tinha jeito, não tinha volta, não tinha salvação. Meu desencanto era total. Só o abandonaria diante de alguma prova irrefutável de altruísmo e caráter que redimisse a humanidade. Uma prova de tal tamanho e tal significado, que anularia meu ceticismo terminal e restauraria minha esperança no futuro. E esta prova virá neste domingo, se o Grêmio derrotar o Flamengo no Maracanã.
Se o Grêmio derrotar o Flamengo, o Internacional pode ser campeão.
Mas o mais importante não é isso. Se o Grêmio derrotar o Flamengo mesmo sabendo as consequências e o possível benefício para o arquiadversário, estará dando um exemplo inigualável de superioridade moral. A volta da minha fé na humanidade não interessa, Grêmio. Pense no que dirá a História. Pense nas futuras gerações!
Luis Fernando Veríssimo
Fonte:ZH

14 comentários:

Marlene Oliveira disse...

Amei o texto!
E o final? Kkkkkkkkkkkkk surpreendente demais da conta, muito bom! :)

Myÿ h disse...

As futuras gerações? Vão dizer que éramos muito pouco desenvolvidos por acharmos que somos animais racionais... pois não é nada racional fazer o que se faz com a Terra... e tomara que eles aprendam com os nosso erros...

Adorei o texto!
:*
Bom fim de semana!

Joie disse...

Minha Linda,

Obrigada por teu carinho também te seguirei..

Depois eu volto.

beijos

angela disse...

Escolheu bem...rsrrs não acompanho futebol, mas juro que domingo torço pelo gremio.
O iexto do Luis Verissimo está dez.
beijos

Ângela Coelho disse...

Este texto é lindo até os últimos paragrafos.Pobre Veríssimo! Acredita em milagres, o Grêmio não ganha fora do Olímpico e se ele resolver ganhar vai ser excomungado do Rio Grande do Sul; Eles que não resolvam bancar os heróis vermelhos neste domingo.kkkk
Beijos e viva o Flamengo!

Lisette Feijó disse...

Estas são as pessoas criadas hoje em dia, frias, calculistas, egoístas, materialistas, para onde todos vão não precisa de dinheiro e sim de uma coisa que ele não pode comprar o amor perante as pessoas, paz.
Todos temos o mesmo final com ou sem dinheiro então a escolha é de cada um.

Antonio Paulo disse...

Minha amiga Mariana colorada bela escolha esse texto é sensacional. De fato depois do Grêmio fazer sua melhor campanha em casa e pior fora dela. Será difícil crer que ele vença O FLA domingo.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Estava lendo o post ávidamente e para minha surpresa o Veríssimo deseja a tristeza de meus filhos, não a minha porque torço pelo Vasco,mas qual é a mãe que deseja a tristeza dos filhos que estão programando uma mega-reunião para assistir ao jogo,rsrs???

Excelente texto!

Um beijo flamenguista!

Sonia Regina.

Andreia disse...

Querida Mariana...
O texto é lindo, mas brincar um pouco com o futebol é bom. Nao consigo comparar a derrota do Grêmio com os problemas sociais, por exemplo.
Além disso, não entendo toda esta polêmica, primeiro o inter poderia não depender do rival, se tivesse ganhado mais partidas durante o campeonato e segundo, meu time não tem condiçoes de ganhar do flamengo com o Maracanã lotado, nunca!
O título fica p/ o próximo.
Viva o Flamengo!!!
Beijos

Sônia Silvino disse...

Muitas vezes, penso em desistir de acompanhar as notícias. Elas me entristecem. Mas fazem parte do nosso mundo. O ser humano é contraditório em muitas coisas. Mas precisamos ter fé.
Reforço o convite a você: conheça os meus blogs. Se já os visitou, obrigada pela visita e volte seeempre.
Bjkas!!!

Sônia Silvino disse...

Em tempo, Mariana. Falo dos outros blogs. Não dos que tu segues, é claro!
Bjs!!!

Sonia Schmorantz disse...

Não sei se o Grêmio vai se comover e torcer pelo Inter, rssssss....acho que só vai dar o troco pelo presente dado pelo inter no ano passado!
beijos

REGINA GOULART SANTOS disse...

Belo texto para reflexões, Mariana.
Devemos ter esperanças no amanhã, na humanidade...ainda que indo contra toda nossa lógica, porque existe um mundo invisível que nos cerca e que atua nas nossas vidas.
Quanto ao jogo, espero que tudo saia à contento, e que não haja maiores problemas entre as torcidas.
Não tenho time, mas torço para que tudo transcorra bem neste jogo de domingo.
Um bom final de semana
Beijos

Daniel Savio disse...

Texto bom para refletir, mas ainda acredito na humanidade, mesmo que atualmente o motivo seja quase nulo (só a fé que explica esta opção de acreditar)...

Fique com Deus, menina Mariana.
Um abraço.