terça-feira, novembro 03, 2009

Nunca aceitei o Racismo


Já contei no blog que minha mãe é racista (Quando era criança queria casar com negro ).
A mãe mora pertinho de Curitiba-PR e ontem eu falando com ela, eis que disse que deseja que Deus me dê uma boa nora (o Matheus só tem 13 anos.É cedo para eu ser sogra).
E completou a frase, dizendo :"que não seja negra, porque negro tem de casar com negro,e branco com branco."
Disse que ensino o Matheus a não ter preconceito, a ser livre do racismo.
Daí sim, ela ficou preocupada e me perguntou se o Matheus gosta de negro.
Minha mãe está com 70 anos e como me disse uma amiga, ela não irá mudar.
A minha sogra também é racista, quando ela via um negro(a) bonito dizia:"se fosse branco era bonito". De tanto eu brigar com a sogra por isso, ela não diz mais.
Em 2006 dei um livro para o Matheus muito lindo,sobre o racismo.
Conta a história de um menino que queria mudar de cor para acabar com as gozações.
O autor é :Júlio Emílio Braz.
Valor do livro:R$21,50 a 25,50.
Eu recomendo.Felicidade não tem cor
"O preconceito é mais velho do que a consciência e do que a inteligência.Invariavelmente nasce da ignorância, do medo e da incompreensão" Júlio Emílio Braz.
O preconceito sempre existiu, o racismo é muito perigoso na nossa democracia, pois é possível mudar a classe social,de partido, de time (opa! de time não),de marido,mulher,de cidade, profissão e até de sexo, mas jamais alguém poderá mudar de raça.
Conto está história, não para minha mãe ser xingada, até porque todo mundo que lê o meu blog tem um familiar ou amigo querido que é preconceituoso.
Relato este fato, porque sempre achei que a cor,a classe social,a beleza ou falta dela, a perfeição física não define o caráter e o valor do ser humano.
E posso dizer que o Matheus sabe disto.

"Em quanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos havera guerra."
Bob Marley

23 comentários:

Chica disse...

Lindo ensinamento ao teu filho esse e o livro é legal!Lindo teu blog.beijos,tudo de bom,chica

angela disse...

Assunto espinhoso esse, mas tratou-o muito bem.
beijos

Elaine Barnes disse...

Muito bom seu texto.O preconceito existe, não só pela cor,mas, por gordura, altura, deficiência física,é um horror!obrigada pelo comentário e pode roubar o rubi sim, não tenho preconceito ahahahah bjão amiga, te gosto!

manuela baptista disse...

Se perguntarmos a um português se é racista, ele responde imediatamente que NÃO!

No entanto e à medida que os problemas sociais e o desemprego aumentam, assistimos a atitutes cada vez mais xenófobas e racistas.

Daí a eleição de Obama ter tanto significado!

Espero que o Mateus não aceite casar já, seja qual fôr a cor da namorada...

Quanto à mãe, é Mãe não é verdade? Amamo-las de qualquer jeito.

Mariana, bela reflexão! :)

um beijo

Manuela Baptista

Maria José disse...

Mariana. Esta história que contou é bela. O que importa é o que ensina para seu filho. É isso que vai ficar. Todos temos na família alguém preconceituoso. Faz parte do processo de crescimento. Temos que passar por esta etapa para termos visões mais amplas no futuro. Todos nós estamos em processo de aprendizagem, porque todos somos ainda imperfeitos e temos muito que aprender. Beijos, amiga e parabéns pela sua postura. Tenha uma semana feliz.

seu gordo disse...

beijo minha querida, otima semana iluminada e recheada com sabor de vida e ainda leva um brinde de paz nesse coraçao especial

ZildaeAntonio disse...

Querida Mariana
Hoje percebi, pelo seu Post, que temos mais uma afinidade. Eu também não sou racista, casei com um branco, filho de europeu. Tenho gratas lembranças da minha sogra que embora portuguesa conservadora, me amava muito,e nunca se opôs ao nosso casamento, sempre me tratando e a minha família muito bem. Sei que era sincero! Na nossa família há uma total miscigenação, negros, brancos, mulatos, temos um neto louro de olhos azuis e uma bisnetinha ídem. Temos uma neta lindinha negra e etc... Amamos a todos e só agora lendo o seu Post, lembrei das cores que temos!
Você dá uma nela educação ao seu filho, parabéns!
Um abraço e tudo de bom!

Majoli disse...

Minha amiga, também eu não aceito o racismo e sempre passei isso pros meus filhos e percebo neles que, graças a Deus não veêm diferenças na cor da pele.

Não conheço este livro, fiquei interessada em lê-lo.

Beijos minha querida.

...aquela que voa disse...

Que lindo teu comentário no meu blog! Muito obrigada :) E que bom que você não tem seguido esse exemplo da sua mãe, e tem ensinado seu filho em um caminho mais igual. Deus os abençoe. Bjs :*

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Mariana, vim conhecer o seu blog e no primeiro contato encontro um blog post. Realmente é muito difícil mudar as pessoas , mas é possível ensinar alguém a ser melhor.
Beijos

Lucy disse...

Nossa eu achei muito corajoso e lindoooo de sua parte em contar sobre a sua mãe.Sinto muito por ela.

Mas o que importa realmente é os ensinamentos que vc passa ao seu filho.
Parabéns novamente pela coragem em expor algo tão pessoal néh coisas que a maioria joga embaixo do tapete ,esconde.

Eu tbem sou totalmente contra o racismo,somos todos iguais.

Beijo e otima noite pra vc.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Qualquer preconceito é demolidor!!!

Faz muito bem em mostrar a seu filho o verdadeiro valor dos seres humanos.Cada um é o que traz dentro de si...

Um beijo!

Sonia Regina.

Anônimo disse...

Triste sociedade que julga pessoas pela aparência, pelo status, beleza, corpo sarado ...cor.Esquecem que Deus fez todas as raças vermelhas no sangue.Abraço do Éverton.

Pedro disse...

Muito interessante este blog.
Parabens...

Já agora visita www.diariosemtabaco.blogspot.com
O meu dia a dia sem tabaco.

Pena disse...

Um post sobre o racismo que só engrandece o seu amor ao próximo independente da cor e da pessoa que é.
Gosta-se e pronto.
Um Post lindíssimo, como VOCÊ, terna e extraordinária amiga de sonho.
Beijinhos amigos.
Deixou-me sensibilizado pela visita ao meu blogue, acredite...?
Tem um valor precioso e imenso.
Beijinhos de amizade pura.
Sempre a delicia e a encantar.

pena

MUITO OBRIGADO, doce amiga pela simpatia e amabilidade.
Terei sempre isto em conta.
Bem-Haja, extraordinária miga.

Anita disse...

Olá Mariana bom dia.
Venho agradecer a tua visita ao meu cantinho mesmo que por engano.
Volta sempre pois serás muito bem vinda.
Beijinhos doces.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

Sofia Carvalho disse...

.."Felicidade não tem cor!.."
Grande Mariana! Parabéns por dares essa educação ao teu filho, é que estás a contibuir para um mundo melhor, livre de preconceitos!Não gosto de gente tacanha nem com a mania que são superiores aos outros! Todos somos iguais independentemente da raça, da cor ou da relegião! A minha filosofia de vida baseia-se nisso e fico "podre" quando encontro alguém que ainda pensa dessa forma racista!
Mais uma vez parabéns pela educação que dás ao teu filho!
Beijinhos amiga(agora posso tratar-te por amiga, pois quem comunga dos meus ideais, é meu amigo)

Isabel disse...

Obrigadissima e igualmente :)
Um beijo

Everson Russo disse...

É incrivel que em pelno seculo 21 ainda tenhamos esse tipo de preconceito, qualquer preconceito que seja já é ruim, agora, não gostar de uma pessoa pela cor da sua pele, isso é incrivelmente um pensamento sem nexo, coração vazio que nao aceita amor...beijos e um belo dia pra ti...

sandra Freitas disse...

oi lindinha. A alma não tem cor, nem o espírito. O corpo é apenas a casa que Deus pinta do jeito que ele achar mais bonito. O que importa nas pessoas não é a embalagem, tendo em vista que ela tem data de validade (um dia a casinha vai ruir.Gostei da indicação do livro...
Bjos de chocolate pra vc linda..

Miriam * disse...

Belo livro ...gosteiu de sua atitude...se gostar do meu blog se torne meu seguidor.,..bjinho

Miriam*

Lara disse...

Racismo é um a palavra q nem devia existir! SOmos todos iguais! :)

Pensador disse...

Faz muito bem em ensinar adequadamente o seu filho. Seria importante todos fazerem o mesmo, apenas assim acabaríamos com esta vergonha chamada racismo.