quarta-feira, novembro 12, 2008

Em Alerta pela Vida

Estive hoje participando do ' 40º Fórum sobre Traumas e Trânsito'' ( SBOT:Sociedade Bras.de Ortopedia e Traumatologia) tema principal:"Fronteiras da Lei Seca". (foi abordado o comportamento do jovem antes e pós a lei).
Médicos especialistas, representantes do Ministério dos Transportes,Denatran...nos ensinaram muito.
O vice-governador falou do papel importante que tem de ter o governo e do seu engajamento para impedir que mais famílias tenham de sobreviver com tragédia desta dimensão.
As mães Diza Gonzaga e Lisette Feijó palestraram sobre suas ONGs e a luta para impedir que mais Thiagos,Alessandras,Robertos...percam suas vidas tão jovens para o trânsito.
Diza há 12 anos está realizando um belo trabalho na Vida Urgente.
Lisette com sua recente perda de uma filha tão jovem, está criando a Alerta para impedir que mais pais passem pela dor, que nós não temos como saber a dimensão da luta que é sobreviver com a saudade.
Pais devem dar o exemplo para os filhos sempre.Como dizer não corra, não beba e dirija, se eles não agem assim?
Sou da opinião que deveria existir um Lei Divina que jamais pais chorem pela morte de um filho.
Filho é para ser amado, viver seus sonhos, suas rebeldias saudáveis, encher a casa de amigos, de risadas e de muitas alegrias.
Ninguém pode dar as costas e achar que não tem nada a ver com isto.Somos responsáveis pela Vida de nossos filhos e dos filhos de outros pais.
Prevenir, educar é o que devemos fazer Sempre.

3 comentários:

Silvana koli disse...

Deve ser muito difícil para estas mães.

Anônimo disse...

Mariana. a dificuldade que estas mães devem estar sentindo na falta de seus entes queridos, é superada pelo trabalho que realizam em favor da VIDA...resta ao jovem entende-las e as autoridades fazerem cumprir as Leis do Transito...que no Brasil não RESPEITADAS.- Jader Martins.-

Anônimo disse...

Falta mesmo a Alerta, porque a maioria dos jovens,na real de todos nós, pensamos que conosco não irá acontecer.