segunda-feira, julho 05, 2010

O trouxa da vez


"Sexta-feira à noite. Na SC-401, no caminho que leva às praias do Norte da Ilha, em Florianópolis, um congestionamento enorme. Tudo certo, se fosse verão. Mas em pleno inverno? Passa um cara a pé pelo acostamento e pergunto:
– Moço, você sabe se aconteceu algum acidente lá na frente? O trânsito está todo parado.
– Não, senhora. Este povo todo está indo para Jurerê. Tem um show de um grupo de pagode lá. E é bom a senhora não ter pressa. Tá assim parado até depois do viaduto – responde e prossegue.
Isso ele nem precisava ter dito. Eu conseguia ver, para o meu desespero, que a fila não andava. Sem poder me mexer, fiquei lá, só esperando e observando a reação dos motoristas.
Em poucos minutos, o que era para ser fila única transformou-se em três.
Eu no meio, na pista certa. Um carro que veio pelo acostamento me esmagava de um lado, e, na esquerda, um veículo vinha grudado em mim, retrovisor colado com retrovisor. Dentro dos dois automóveis, turmas de jovens que não deviam ter mais do que 20 anos de idade, bebendo cerveja e escutando um som que retumbava nos meus ouvidos, de tão alto. Uma festa, com direito a garrafas de cerveja voando pela janela.
O motorista da esquerda tentou entrar na minha frente, e eu grudei no carro da frente, não dei passagem. Acho isso um absurdo. Os caras vêm, cortam fila e ainda te olham com cara feia se você não dá passagem. Ah não, comigo não.
Então, o motorista tentou grudar no veículo da frente, um pequeno caminhão com placas de Concórdia, e se deu mal. O motorista do caminhão não arredou pé e ainda puxou um pouco o veículo para a esquerda. Resultado: o motorista que se achava o dono da pista saiu com um lado inteiro do carro riscado, além do retrovisor quebrado.
Ele ainda teve a coragem de tentar puxar briga com o motorista do caminhão, mas foi contido pela namorada. Ela sabia que ele estava errado e que todos da fila acompanhavam atentamente o desenrolar da história e poderiam servir de testemunha das imprudências.
Eu, que normalmente sou contra qualquer tipo de violência, me senti vingada, com vontade até de bater palmas, porque esses motoristas que não respeitam filas merecem, mesmo, um castigo. E todos sabemos que não existe castigo melhor do que aquele que dói no bolso. Do caminhão, que tinha carroceria de madeira, não saiu sequer a tinta. Meu herói da sexta-feira!
Cada vez que preciso atravessar as pontes para ir ou voltar do centro de Florianópolis, principalmente nos horários de maior pique, quase morro de raiva destes motoristas que não respeitam a fila e, depois, se metem na frente dos outros, deixando o trânsito, já complicado, cada vez mais caótico. E o que mais me irrita é que raramente acontece algo com estes infratores, por falta de policiamento. Aí, onde a impunidade impera, os espertinhos tomam conta. E azar da gente, que teima em acreditar que as leis – incluindo aí as de trânsito – foram feitas para serem cumpridas. Nós passamos por trouxas."
Viviane Bevilacqua
Fonte: Diário Catarinense
04/07/10

19 comentários:

Guará Matos disse...

Bobagens no volante é um regra infeliz que vem aumentando, lammentável.
Bjs, menina Mariana.

Cigana do Oriente disse...

Realmente é estressante, mas temos que lembrar que alguns minutos de raiva vão fazer com que nossa vibração fique reduzida por horas.
No final das contas cada um segue seu caminho e ficamos com uma carga realmente grande que nos trará dissabores em outros setores de nossa vida.
Por isso... tentemos de todas as formas sermos mais pacientes,não por eles mas por nós mesmos!
Beijos e um ótimo dia pra você!

ValeriaC disse...

Mariana querida, infelizmente encontramos tão situação horrorosa de falta de respeito, indisciplina, tudo o que é errado a nossa volta...é bem difíl não nos contaminar com estas situações...e ver tanta impunidade...

Tenha uma serena semana amiga...
Beijos
valéria

Chica disse...

Sempre há os que se acham meljhores do que os outros e querem dar uma de "vivos"...Lindasemana,beijos,chica

Celina disse...

OI AMIGA UM BOM DIA, E UMA SEMANA DE MUITA PAZ PARA VC E O SEU LAR, QUANDO PEGO UMA BR. FICO NERVOSISMA, ANTES SEMPRE PASSAVA O CARNAVAL EM JOÃO PESSÕA É MUITO PERTO DO RECIFE E MENOS DE DUAS HORAS, AGORA NÃO TENHO MAIS CORAGEM O TRÃNSITO É MUITO GRANDE PREFIRO PASSAR EM CASA E VIAJAR EMDIAS MAIS TRANQUILOS, SÓ EM CASO DE EMERGENCIA. UM ABRAAÇO CARINHOSO CELINA

brasildobem disse...

Mari sei bem o que é isso pois veraneio lá em Jurerê e no verão é praticamente impossível sai da ilha, agora...aguentar motorista imprudente e mal educado é dose.
Bjs
Janeisa

Pelos caminhos da vida. disse...

Tenha uma linda semana.

Tomara que essa semana seja
para você um ínicio de vida
inteiramente azul...

Que o mau humor e as coisas
ruins fiquem bem longe de
você...

Que você comemorar cada novo
dia...

E aceite cada momento como um
presente especial da vida para
você.

Você possa declarar, demonstrar
e receber muito amor...

Que sonhe e voe cada vez mais
alto, e alcance seus sonhos!

Que você possa e saiba trabalhar
e estudar, e fazer tudo com prazer.

Que saiba descansar, se divertir
e fazer o que você gosta!

Seja sempre essa Pessoa Especial
que é!

Que você tenha uma Linda Semana!!!

(texto da net).

beijooo.

Cacá disse...

A sensação que dá é de estar lendo um relato de alguém andando aqui pela BR 381, 262, 040, 050, 356... A falta de civilidade parece que está se universalizando. Êta Brasil... Abraços. Paz e bem.

Eduardo Medeiros disse...

Como em muitas outras coisas, falta-nos EDUCAÇÃO no trânsito.

abraços.

Denise disse...

Nosso trânsito é uma m***. Falta educação de todos, falta bom senso, e falta fiscalização. HOje mesmo eu vi um caso na TV de um cara bêbado que matou 3 pessoas que estavam no acostamento em uma estrada daqui de SP.. E sabe o que vai acontecer com, ele? Vai responder por homicídio culposo em liberdade. E claro que vai acabar em pizza né.. Piada de extremo mau gosto...
Quanto ao bobão do carro, pelo menos sifu. Vamos ver se aprende...
[]s

angela disse...

É difícil manter o humor nestas situações e o pior é que é igual em todo lugar. Tem algumas situações que atualmente até me fazem rir de tão absurdas que são. Imagine um cara buzinando atrás de você para que ande quando o sinal está vermelho? e assim vamos...não sei bem pra onde, mas vamos.
beijos

Wanderley Elian Lima disse...

Minha amiga, é por essas e por outras , que tem mais de 20 anos que não dirijo, nem tenho mais a carteira, pois não renovei e queimei a velha. Nenhum arrependimento.
Beijos

JPM disse...

Olá,
No trânsito muitos têm atitude semelhante ao filho de diretor do grupo RBS que estuprou uma menina em Florianópolis e escreveu na internet que "come" quem ele quer.
Tome prepotência!
Saúde e felicidade.
JPMetz

ONG ALERTA disse...

Quando se esta dirigindo o repeita a vida é fundamental, paz.
Beijo Lisette.

Mahria disse...

Quando leio relatos assim, vejo como sou feliz. Moro numa cidadezinha sem trãnsito assim, vou e volto para o trabalho a pé...


Bjs
Mah

Marilu disse...

Querida amiga Mariana, enquanto o país não tiver educação, nada muda...Beijocas

*MARCIA E CARLOS* E LINDAS MENSAGENS disse...

OI BOM DIA!TEM SELINHO NOVO PRA VC NO MEU CANTINHO ESTA POSTADO NO INICIO DO MEU BLOG ESPERO QUE GOSTE BJOS

ONG ALERTA disse...

Educação não se compra em super mercado vem de casa, paz.
Beijo Lisette.

FERNANDO disse...

Oi, Mariana.
Diz um velho ditado que, se educássemos nossas crianças, não precisaríamos punir os adultos.
Sou totalmente contra o abuso do poder do estado travestido de multas pecuniárias, mas há casos em que, infelizmente, não há outro jeito. No entanto, investir em educação seria uma solução interessante, ou não?
Beijos, querida.