segunda-feira, abril 26, 2010

Direito de cobrar

Depois de dois acidentes com mortes em locais públicos de Porto Alegre, decorrentes da má prestação de serviços à população, os cidadãos e a imprensa passaram a denunciar outras deficiências e a cobrar respostas dos governantes e dos servidores. Embora as administrações públicas reajam mal e sintam-se perseguidas quando isso ocorre, a fiscalização é um direito do qual os contribuintes não podem abrir mão. Pelo contrário, devem intensificar as cobranças e torná-las rotineiras sempre que verificarem bueiros sem tampa, calçadas esburacadas, canteiros com excessiva vegetação, sinais de trânsito escondidos ou danificados, falta de iluminação, vazamentos de água na rede pública, praças transformadas em redutos de marginais, tudo o que representar desconforto ou perigo para a população.
O ideal seria que os cidadãos nem precisassem reclamar. Em vez de se queixar da cobrança, os órgãos públicos deveriam agir preventivamente, promovendo os serviços necessários e fiscalizando a execução dos trabalhos terceirizados. É para isso que existe a estrutura administrativa, sustentada pelos impostos cobrados aos contribuintes. O inadmissível é o jogo de empurra quando uma irregularidade é constatada.
Cabe reconhecer que, nos dois casos referidos, a administração municipal assumiu as suas responsabilidades, adotando as providências necessárias para atenuar o sofrimento das famílias das vítimas. Mas essa é uma mínima parte de sua obrigação. O que se espera é que passe a atuar preventivamente não apenas para evitar que ocorram novas tragédias, mas também para proporcionar à população serviços compatíveis com suas necessidades. Vale para o município, para o Estado e para a administração federal: os contribuintes têm o direito de exigir eficiência e seriedade dos seus representantes. E, muito mais, de cobrar responsabilidade quando o poder público falha.
Editorial Zero Hora 25/04
Se todos os cidadãos usassem o seu direito de cobrar dos governantes, a situação do nosso país seria melhor. Mas infelizmente a maioria prefere se acomodar na sua inercia diária.
Eu cobro, mas as vezes sinto-me que estou remando contra a maré.
Boa semana para todos.

14 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

É isso ai amiga, vamos continuar cobrando quem sabe um dia eles fazem alguma coisa não é mesmo?

Um lindo dia pra vc.

beijooo.

jader/zezi disse...

Mariana...amiga,eleitora atenta e grande cobradora dos POLITICOS ORDINARIOS...muito bom, q se cobre e acho ate q MIDIA GAUCHA COBRA MUITO POUCO PRINCIPALMENTE A RBS...Q TEM DIVERSOS NOMES DE GRANDE PODER NA MIDIA MAS Ñ FAZEM O DEVER DE CASA COMO DEVERIAM...fazem muito pouco dentro dos ESPAÇOS Q ESTAO A DISPOSIÇÃO DELES...MUITOS INCLUSIVE APÓS A "BRIGA" ENTRE O MACEDO E O DEP.ZE OTAVIO...o Macedo não fez mais ENTREVISTAS NAQUELES MOLDES...pelo menos eu nao ouvi mais...e a IMPRENSA GAUCHA CRITICA MUITO OS POLITICOS DO NORTE DO PAIS E ESQUECEM DOS NOSSOS Q SÃO ORDINARIOS E TEMOS MUITOS AQUI...SIM.- jader martins.-

Chica disse...

Temos mesmo e devemos fazê-lo. Linda semana,beijos,chica

Guará Matos disse...

Cobrar sempre!
A adminitração pública nesse país é ordinariamennte, omissa ou má intencionada.
Bjs.

Ângela Coelho disse...

Creio que o Editorial da Zero-Hora qdo escreveu isto : "O ideal seria que os cidadãos nem precisassem reclamar. Em vez de se queixar da cobrança, os órgãos públicos deveriam agir preventivamente, promovendo os serviços necessários e fiscalizando a execução dos trabalhos terceirizados.", não lembrou que vivemos no Brasil, onde as desgraças precisam acontecer para ser tomada alguma providência.
É muito difícil encontrarmos um cidadão que brigue por algo aqui, é necessário que mudemos esta maneira de agir.
Abraços.

angela disse...

Sem sombra de duvídas.
belo texto, claro e certeiro.
beijos

Elaine Barnes disse...

É verdade,nós brasileiros precisamos mudar a mentalidade que aqui tudo acaba em pizza e por não acreditar nos próprios direitos, pouca gente reclama.É como preservar a natureza,cada um fazendo sua parte ajuda demais e se cada um lutar pelo seu direito é claro que começará a mudar.O empurra empurra já começa com os´políticos, depois vem as empresas inclusive a de telefonia,vem os impostos altíssimos nas contas de luz e água ,mas, eles não descontam sua falhas, o prejuízo fica sempre para nós consumidores. Eu agora brigo quando me sinto uma perfeita idiota,quero que provem, que me mostrem aonde está escrito etc...Estou melhorando muito rs... Montaõ de bjs e abraços amiga

ValériaC disse...

Mariana, concordo completamente com você e destaco a importância de se assumir mais efetivamente a "Prevenção"...é fundamental.
Tenha uma linda semana...
Beijos

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Mariana
Adoro as suas denuncias. Todos temos o direito de cobrar, mas os nossos políticos não gostam de serem cobrados. Gostando ou não, não podemos abrir mão desse nosso direito, ou melhor, desse nosso dever.
Beijos

Minhas trilhas disse...

Olá Mariana. Hoje vim agradecer a visita ao blog Estrelas que Iluminam. Obrigada por nos add no twitter...o Estrelas tb te segue la..hehehe. E sobre seu blog...lindo né...Posts super interessantes!!Bjãooo e muitas estrelas na sua vida!!

Daniel Savio disse...

Menina, foi o acidente do buraco?

Pior de tudo, que adoramos reclamar, mas realmente por a mão na obra para mudar tudo para melhor...

Fique com Deus, menina Mariana.
Um abraço.

ONG ALERTA disse...

Mariana cobrar nós até podemos fazer sempre, mas eles nem respondem...quantas vezes mandamos emails a entidade só pergunatndo algo e nada de resposta...
mas precisamos fazer nossa parte, beijos Lisette.

ZildaeAntonio disse...

Oi, Mariana
Concordo totalmente com você, acho que todos nós deveríamos cobrar dos dirigentes. Esse é um direito que temos e um dever que temos que exercer.
Parabéns!
Um abraço e tudo de bom!

Rosita de Palma disse...

Bom dia Mariana,

acho muito justo, porque quando o contribuinte falha com o pagamento do imposto é sonegador não é?

Kandandu!