quarta-feira, fevereiro 18, 2009

Alerta no Planeta

Um gigante de gelo se solta
Pelo menos 25% da Plataforma de Wilkins começou a se desprender, no que seria um reflexo do aquecimento global.
Em um fenômeno atribuído por cientistas ao aquecimento global, a Antártica perdeu mais 3,5 mil quilômetros quadrados de gelo, depois que um bloco com tamanho equivalente à Lagoa Mirim, no Rio Grande do Sul, começou a se desprender da Plataforma de Wil- kins, na Península Antártica.A informação foi divulgada ontem na Espanha pelo Conselho Superior de Pesquisas Científicas (CSIC). O bloco – que corresponde a 25% da plataforma, com um total de 14 mil quilômetros quadrados – se fragmentou em icebergs gigantes, que se espalharam pelo Oceano Glacial Antártico.Uma equipe de pesquisadores do CSIC analisa desde domingo, a bordo de uma embarcação de pesquisa oceanográfica, o impacto do fenômeno sobre o ecossistema do Mar de Bellingshausen. Segundo os cientistas, o desprendimento e a fragmentação do enorme bloco de gelo produzirão um consequente aumento do nível do mar.A temperatura da água, dizem eles, está excepcionalmente quente nesta região. Nos últimos 50 anos, a Península Antártica experimentou o maior aumento de temperatura registrado no planeta: 0,5ºC por década. Assim, a expectativa é de que toda a Plataforma de Wilkins se desprenda em breve. O colapso iminente é previsto há cerca de um ano, quando a ponte de gelo que unia a plataforma ao continente começou a derreter rapidamente. Em fevereiro de 2008, Wilkins perdeu uma área de 400 quilômetros quadrados, deixando a ponte com 6 quilômetros quadrados. Em maio, ela passou a ter 2,7 quilômetros quadrados, após o desprendimento de um bloco de gelo com 160 quilômetros quadrados. Em julho, a ponte estava com apenas 1,35 quilômetro quadrado.Também ontem, um relatório do Banco Mundial afirmou que as geleiras da Cordilheira dos Andes, na América do Sul, podem desaparecer em 20 anos, caso não sejam tomadas medidas para conter as mudanças climáticas. O derretimento provocou uma redução de 12% nas reservas de água na costa desértica peruana, que abriga 60% da população do país.
Madri

2 comentários:

Anônimo disse...

mariana. o bicho homem esta querendo destriur isto, ou seja imaginem se esta GELEIRA TODA COMEÇA A SE DESMANCHAR? O Q ACONTECERÁ COM OS OCEANOS E A PROPRIA TERRA???jader martins.-

Lisette Feijó disse...

Isto esta na hora de mudar, a natureza é sábia, esta respondendo nossa iresponsabilidade como seres humanos, vamos tenatr recuperar nosso planeta porque senão a resposta vai vir logo;
Um abraço Lisette Feijó.