domingo, abril 03, 2011

Estudantes do Brasil são os que têm menos livros em casa

Folhear as páginas de um livro pinçado ao acaso nas prateleiras de casa é algo bem menos corriqueiro no Brasil do que muitos de nós imaginam. Pelo menos é o que indica um levantamento do Movimento Todos Pela Educação, segundo o qual quase 40% dos estudantes do país vivem em lares onde as obras literárias são artigos raros: em média, não passam de 10 exemplares. Divulgada em março, a pesquisa teve como base os resultados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) de 2010, que envolveu 65 países ao redor do mundo. O cenário brasileiro é considerado um dos piores. Para efeito de comparação, em países como a Islândia, mais da metade da população estudantil conta com verdadeiras bibliotecas particulares, turbinadas por mais de uma centena de edições. Luxemburgo, um pequeno país encravado na Europa ocidental, entre a Bélgica, a França e a Alemanha, é o campeão "mais de 500 obras": nada menos do que 15,7% de seus estudantes desfrutam dessa condição. Liderança indesejada O ranking de 65 países que descreve a quantidade de livros por estudante mostra o Brasil no topo da lista dos que têm menos obras no lar:
QUE TÊM NO MÁXIMO 10 LIVROS EM CASA (%)


1º lugar Brasil------39,42%



2º lugar Tunísia-----37,04%

3º lugar México------36,26%

4º lugar Panamá------35,89%

5º lugar Albânia-----34,53%

6º lugar Quirguistão-34,17%

7º lugar Colômbia----32,78%

8º lugar Peru--------30.07%

9º lugar Jordânia----28,87%

10º lugar Uruguai-----28,46%

DE 11 A 25 LIVROS (%)

1º Indonésia 37,7

2º Tunísia 33,76

3º Quirguistão 33,01



7º Brasil 30,41


DE 26 A 100 LIVROS (%)


1º Eslováquia 39,05

2º Xangai - China 36,84

3º Letônia 36,28

63º Brasil 19,37

DE 101 A 200 LIVROS (%)

1º Islândia 25,10

2º Finlândia 23,16

3º Coreia do Sul 22,94

64º Brasil 5,15


Fonte:Zero Hora

Divulgado no dia 02/04 Dia Internacional do livro infantil

PS:
Dia 18/04 é o Dia Nacional do Livro Infantil,data escolhida por ser o dia do nascimento do Monteiro Lobato.

15 comentários:

Camila Lima disse...

É triste realidade... Eu sempre tive o hábito de ler, e tenho vários livros em casa, mas hoje em dia as pessoas não dão o devido valor à eles. Muito bom!

Toninhobira disse...

Um numero dolorido amiga.É preciso o resgate,plantar na grade escolar esta carencia,esta coisa que já fora bela e foi se perdendo.Meu abraço de paz.Bju de luz nos seus dias.

Misturação - Ana Karla disse...

Lamentável a realidade do meu País.

Bom dia e boa semana!
Xeros

✿ chica disse...

Pena isso! beijos,linda semana!chica

Lau Milesi disse...

Excelente post, guria.:) Adorei o teu guria lá, Mariana.
Não se poderia esperar outro resultado. Falta de bibliotecas públicas, falta de incentivo à leitura e falta da cultura ,do hábito de ler mesmo. Porque falta de grana , não é não. Não mesmo. Pode contar que se fizerem uma pesquisa sobre o número de celulares em cada casa... hummm...ficaremos no topo.

Um beijo

ValériaC disse...

É uma pena que isso ocorra...ler amplia tanto os horizontes.
Minha querida, tenha um semana de alegrias!
Beijos
Valéria

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Mariana
Quando a assunto é resultado negativo, o Brasil está sempre em primeiro lugar. Falar dos preços dos livros, não justifica o desinteresse pela leitura, pois existem bibliotecas públicas. Como professor, sou testemunha, os alunos só lêem se valer nota. Ler é um hábito de família, vai demorar muito para reverter essa realidade.
Bjux

Anne Lieri disse...

Também o livro é tão caro!E hoje em dia temos a concorrencia da internet tb!Mas nada como pegar um livro e contar uma história para uma criança!Espero que esse índice melhore!Bjs,

Anne Lieri disse...

Também o livro é tão caro!E hoje em dia temos a concorrencia da internet tb!Mas nada como pegar um livro e contar uma história para uma criança!Espero que esse índice melhore!Bjs,

Janaina Cruz disse...

Nada mais triste que a falta de livros para as pessoas, que a falta de vontade viajar sem sair do lugar, e nada mais triste para os livros que não tem alguém para lê-los...

Sempre fui apaixonada por livros, desde pequena, e sempre dei livros de presente, acho que incluindo mais cultura na cultura dos outros oferecemos um degrau a mais na escada da vida...

Abraços querida, uma semana linda pra ti.

Gilmar Morais disse...

Esse é um grave problema educacional e que não é enfrentado com políticas educacionais adequadas. Aliás, as políticas educacionais, por aqui, sempre estiveram a reboque do poder instalado, da política partidária. E por isso mesmo, sofrem os Estados, cada qual com sua proposta; sofrem os municípios, cada qual com sua tentativa de "qualificar" a aprendizagem.

Ao longo do tempo, depois de tantas e tantas mudanças e propostas, não restou a cultura da leitura. Não restou o aprendizado da leitura. E é por isso que a nossa leitura de vida e de mundo é tão "encolhida".

Concordo com a Lau: não é uma questão de salários, mesmo porque, as bibliotecas (públicas/ONGs, etc) ainda permitem bons acessos.

Políticas educacionais... Eis a questão.

Meu carinho, Mariana!

rosa-branca disse...

Hoje com os computadores perde-se o hábito da leitura, de ter um livro à cabeceira. É pena, pois faz muita falta em todos os aspectos. Um deles é que actualmente se escreve com muitos erros. Beijos com carinho

piedadevieira disse...

Mariana, sempre fui professora de Português e sempre tentei motivar meus alunos para a leitura: ida à biblioteca, cantinho da leitura, concursos de poesia e outras atividades que levassem a essa atividade.Confesso, consegui muito pouco, mas deixei plantada a sementinha. Hoje, tento com minha netinha que adora ler de tudo, até jornal.Fico feliz.Mas essa é a realidade aqui no Brasil, infelizmente.
Beijos

Bergilde Croce disse...

Denunciar,divulgar esses dados também pode ser um mecanismo para sensibilizar pais e escolas acerca dessa triste realidade.
Abraços pra você!

Pensador disse...

Uma marca vergonhosa. Mas que faz sentido, em um país onde só se pensa no futebol e no carnaval.
E onde interessa que as pessoas não saibam pensar criticamente, assim não fazem tolices como votar conscientemente e expulsar políticos corruptos da vida pública e suas mamatas...