quinta-feira, outubro 16, 2008

"Por que os ETs não Aparecem"

"Se os extraterrestres chegaram ontem ao planeta Terra, não ficaram mais do que 5 minutos, o que compreendo perfeitamente. Devem ter percebido que a coisa por aqui não anda nada bem, a começar pela crise financeira mundial. E se por um acaso eles desembarcaram no Brasil, devem ter ficado ainda menos que 5 minutos. Havia razões de sobra pra se mandar:
a) O Senado segue relutando em acabar com o nepotismo. Ontem, em reunião, foi decidido que parentes de senadores que tenham sido contrratados em data anterior ao início do atual mandato, seguem no cargo. Claro que pode haver gente competente misturada aos beneficiados, mas a regra deveria ser única e definitiva: parente até terceiro grau de qualquer pessoa que ocupe cargo público não pode ser contratado. Ponto final. Se abrem uma exceção aqui e outra ali, a mamata continua.
b) Falando em mamata, em fevereiro desse ano foi publicado no Diário Oficial que o Presidente da República, depois que deixar o cargo, terá a sua disposição, em caráter permanente, quatro servidores públicos para fazer sua segurança pessoal e dois veículos oficiais, cada um com um motorista. Não sei se existe essa mesma regra para os presidentes anteriores. Sendo Lula ou sendo FHC ou sendo quem for, me parece um absurdo que continuem a manter certos privilégios vitalícios pagos pelos nossos suados impostos. Creio que um presidente ficaria mais motivado a solucionar os problemas de violência e transporte público do país se não tivesse garantido seus quatro guarda-costas particulares e seus dois carros com motorista até o final dos seus dias. Nada contra certos luxos, mas que sejam pagos do próprio bolso.
c) Li que Rogério Farias, irmão do finado PC Farias (aquele do assassinato que nunca foi devidamente explicado) está preso na sede da Polícia Federal de Alagoas, acusado de participar de uma quadrilha que falsificou carteiras de identidade pra fraudar votos nessas eleições. Em tempo: ele foi reeleito como prefeito da cidade de Porto das Pedras.
d) E Marta Suplicy bobeou de novo. Depois daquela frase infeliz sobre a crise nos aeroportos, agora permite que seu pessoal de marketing questione a sexualidade do seu adversário pela prefeitura de São Paulo, como se o fato de o cara ser casado ou solteiro, com filhos ou sem filhos, fizesse alguma diferença na hora de administrar uma cidade. Pra quem não soube da história: um comercial foi veiculado no final de semana perguntando se o eleitor conhecia bem Gilberto Kassab. Porém, além de questionar sua trajetória política, o comercial perguntava também se o eleitor sabia qual era o estado civil do candidato, reforçando uma suspeita de que ele pudesse vir a ser homossexual. Uma escorregada da Marta, pois ela sempre defendeu a diversidade sexual e, além disso, o assunto é de interesse privado, não público. O caso vai ser explorado mais do que mereceria, mas política é assim: qualquer deslize, o pessoal cai matando em cima. Despreparo indesculpável da assessoria dela.
*
Por essas e outras, ninguém ouviu falar de ET desembarcando, como o You Tube anunciou. Que raios iriam fazer aqui, no meio dessa bagunça? Chisparam. "
Texto de Martha Medeiros

2 comentários:

Adriane Silva disse...

Não sabia desta novidade.Os Ets aqui na terra, eles correm o risco de serem assaltados.

Antonio Paulo disse...

Mariana essa Marta , há muito já deveria passar desapercebida pelo eleitor quanto a moral ela que tem telhado de vidro não deveria atirar pedra no telhado alheio.